Teste do Pezinho (Exame do Pezinho)

Pode nos cortar o coração ver um bebê recém nascido tendo de realizar diversos exames mal tendo abandonado o útero, alguns incluindo a coleta de sangue através da picada de agulhas. Entretanto, essa bateria de exames é uma forma de identificar e prevenir certas doenças que já podem ser identificadas assim que acontece o nascimento, e esse é o caso do famoso Teste do Pezinho. Quer saber mais? Continue a leitura.

Teste do pezinho

Teste do pezinho

Como é feito o teste do pezinho

O teste é realizado entre o terceiro e sétimo dia de vida do recém nascido, e também é chamado de triagem neonatal. A parte do calcanhar da criança, que é extremamente vascularizada, é perfurada com uma agulha e uma pequena amostra de sangue é recolhida com um papel do tipo mata borrão e enviada para análise. A criança não sofre, visto que é um procedimento bem rápido e a área se recuperará rapidamente. Atenção para não confundir o teste do pezinho com a impressão dos pés que fica junto à documentação do bebê.

O teste é gratuito?

Em hospitais públicos, a versão básica é gratuita. Em hospitais particulares, é necessário que você verifique se seu plano cobrirá o exame ou ele deverá ser pago a parte.

Tipos de teste do pezinho

O teste básico, oferecido pelos hospitais públicos, identifica seis doenças infecciosas, de metabolismo, genéticas ou congênitas. A versão “Mais”, disponibilizada na maioria dos hospitais de rede privada, detecta mais quatro doenças. A versão mais avançada do teste detecta até quarenta e oito doenças e pode custar até R$500,00.

Exame do pezinho

O exame do pezinho e essencial para previnir e diagnosticar diversas doenças.

Doenças identificadas pelo teste

  • Fenilcetonúria:
    Há deficiência no metabolismo de um aminoácido chamado fenilalanina, o que causará acúmulo do mesmo no organismo. Esse acúmulo pode causar deficiência mental na criança.
  • Hipotireoidismo Congênito
    Causada insuficiência do hormônio da tireóide. A falta de tiroxina pode causar retardo mental e comprometimento do desenvolvimento físico
  • Fibrose Cística:
    Incurável, essa doença se caracteriza pelo fato das secreções do corpo ficarem mais densas e viscosas, aumentando a ocorrência de infecções nos pulmões e vias respiratórias.
  • Anemia Falciforme :
    A hemoglobina altera seu formato, consequentemente fazendo a hemácia tomar forma de uma foice. Isso dificulta a oxigenação do sangue e afeta vários órgãos, causando dor e infecções generalizadas.
  • Hiperplasia adrenal congênita:
    Essa doença genética ataca as suprarrenais e prejudica a circulação de hormônios no organismo.
  • Deficiência de Biotinidase:
    Também de origem genética, o organismo não metaboliza corretamente os alimentos e não consegue obter biotinidase, uma enzima para digerir a biotina.

Quando e por que realizar novamente

Caso o bebê tenha recebido uma transfusão, isso alterará os resultados do teste, e se o sangue não for colhido adequadamente isso diminuirá a qualidade da amostra, alterando os resultados. Também é preciso refazer o teste se o médico desconfia de determinada doença para confirmá-la e fazer um diagnóstico preciso.

Teste do pezinho

O teste pode ser refeito caso a criança receba alguma tipo de  transfusão, ou incertezas da coleta do sangue, ou até mesmo por desconfiança do médico responsável. 

Detectada alguma anormalidade

O pediatra pode pedir exames complementares para dar um diagnostico mais preciso e já iniciar o tratamento, caso seja detectada a doença. Mesmo as doenças incuráveis, quanto mais cedo forem diagnosticadas, maior será a qualidade de vida da criança.

Outros testes

Outros testes podem ser feitos para diagnosticar doenças no bebê que recém chegou ao mundo, dentre eles o teste da orelhinha que ajuda identificar deficiências auditivas, pois caso não feito o teste e a criança apresentar alguma dificuldade auditiva os pais iram levar até meses para identificar, já que a criança não nasce interpretando tudo que os pais lhe falam.

Outro teste, tão importante quando o da orelhinha e o teste do olhinho, através desse teste o medico verifica como o bebê responder a reflexos, observando como a pupila do bebê responde a claridade da luz, nesse teste e possível identificar se existe alguma deficiência visual que podem afetar o desenvolvimento da criança, se diagnosticada cedo e tratada pode ser curada sem qualquer tipo de sequela futura.

Existem também vários outros testes que podem garantir o desenvolvimento saudável do bebê, como o teste do coraçãozinho assim como o nome já diz, responsável por verificar problemas cardíacos, dentre vários outros testes disponíveis na rede de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *