Quando grávida é preciso que faça todos os tipos de exames para que qualquer doença não veia afetar o bebê durante sua fase de desenvolvimento até o nascimento. No entanto, com diversos tratamentos oferecidos pelo governo às mulheres grávidas é muito difícil encontrar crianças com doenças passada na gravidez pela mãe.

Porém, não se deve acomodar é preciso que as mulheres grávidas façam todo um acompanhamento médico durante a gestação. Embora não seja tão comum, uma das doenças que geralmente costumam afetar o bebê é a rubéola na gravidez.

Rubéola na Gravidez
E necessário ficar a atenta, e tomar todas a vacinas para evitar a rubéola na gravidez.

O que é Rubéola na Gravidez?

Com nome de rubéola congênita, a rubéola na gravidez é basicamente aquela que no momento da gravidez a criança é contagiada com o vírus e já nasce com a doença. Embora pareça ser inofensiva, é capaz de deixar várias sequelas de nível gravíssimo na criança.

Tendo rubéola congênita sua gravidez pode está em extremo risco, pois pode causar malformação, morte fetal e até mesmo aborto espontâneo. Saber o momento certo de procurar um atendimento médico é essencial para que esta doença não cause maiores danos à saúde do bebê e da mãe.

Sintomas da rubéola congênita

A rubéola na gravidez possui também seus sintomas, por isso é preciso que fique bastante atenta à saúde do bebê. Geralmente, os bebês com este tipo de doença apresentam mais de um sinal ou sintoma da rubéola congênita. Os principais sintomas da rubéola são:

Permanentes: Malformações cardíacas, catarata, glaucoma, cegueira, deficiência auditiva e retinopatia pigmentar.

Tardios: diabetes mellitus e atraso no desenvolvimento.

Transitórios: Trombocitopenia, icterícia, hepatoesplenomegalia, osteopatia radioluzente e púrpura.

Transmissão da Rubéola Congênita

A transmissão da rubéola congênita é feita também por vias respiratórias e urina por aproximadamente 1 ano. Por isso, os bebês que nascem com rubéola é obrigatoriamente distanciados de outras crianças que ainda não foram vacinadas.

Diagnóstico da Rubéola

Comumente o diagnóstico da rubéola é realizado pela observação dos sintomas das doenças. Mas, para ter um diagnóstico concreto é realizados exames de sangue ou também da restrição do vírus nas secreções nasais.

Tratamento

O tratamento para esta tipagem de rubéola é fundamentado em aliviar os sintomas das doenças. Entretanto, as complicações muitas vezes não podem ser tratadas, o que é garantido é o tratamento clínico, cirúrgico ou a reabilitação que devem ser iniciado o mais breve possível.

Rubéola na Gravidez Sintomas
O tratamento deve ser feito com auxilio medico, ainda mais no caso de gestantes, e basicamente consiste em aliviar os sintomas.

Prevenção da Rubéola

A prevenção da rubéola é o melhor e mais eficaz modos de prevenir complicações ao bebê. Por isso, é preciso que se consulte constantemente, assim como se previna com a vacina tríplice-viral antes de engravidar.

Enfim, esperamos que fique mais atenta a sua saúde e de seu filho. Caso esteja pensando em engravidar, procure um posto médico mais próximo de sua casa e peça para se vacinar contra a rubéola.

Está com alguma dúvida sobre rubéola na gravidez? Diga-nos na área de comentários para que possamos esclarece-las.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (8 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

NO COMMENTS

Leave a Reply