Insônia na Gravidez – Dicas para dormir melhor

Por mais maravilhosa que possa ser a experiência de desejar muito um filho e dar a luz a uma criança, não se pode negar que o período da gestação pode ser acompanhado por alguns sintomas que geram bastante desconforto. Um desses sintomas é a insônia, que é perfeitamente normal e pode ou não acometer gestantes principalmente no terceiro trimestre. Para quem quer mais sobre o assunto, é só continuar a ler.

O que é a insônia na gravidez?

Apesar das pessoas acharem que a insônia só é caracterizada pela dificuldade de pegar no sono, acordar diversas vezes durante a noite ou até mesmo algumas horas antes do despertador também são fatores que definem insônia. A falta de sono acarreta outros problemas, ainda mais se é persistente, como agressividade, problemas de concentração, etc.

Insônia na Gravidez

Insônia na Gravidez

Causas da insônia na gravidez

Médicos se dividem sobre a causa da insônia na gravidez. Alguns acreditam que ela é causada pela mudança hormonal, típica dessa fase. Enquanto a progesterona causa sonolência e ajuda a adormecer, o estrogênio age como estimulante. Por esse motivo no início da gravidez sente-se muito sono, e a insônia vem já no terceiro trimestre. Outros profissionais acreditam que os fatores emocionais é que influenciam esse quadro: estresse, ansiedade e outros.

Circunstâncias importantes que também prejudicam o sono são: a posição de dormir, a azia e a vontade constante de urinar. A posição de dormir é especialmente importante, pois gestantes que se deitam de barriga pra cima colocam todo o peso do útero sobre a coluna e os músculos das costas, além de sobre os intestinos. Isso pode causar dor e desconforto, prejudicar a circulação sanguínea e vir a causar até mesmo hemorróidas.

Quando aparece

A intensidade da insônia varia entre gestantes assim como o momento em que começa a acontecer, mas ela tende a aparecer mais frequentemente no final do terceiro semestre com a aproximação do parto.

Tratamento

Não existe tratamento medicamentoso para a insônia na gravidez, a não ser quando recomendado pelo obstetra. É importante não tomar remédios sem receita e nem usar receitas caseiras, como certos chás, para tentar dormir, já que dependendo da substância utilizada eles podem causar intoxicação do bebê.

Prejudica o bebê?

A falta de sono não irá prejudicar o bebê, mas definitivamente pode afetar a sua vida. Repouso é uma das recomendações mais importantes para manter a saúde física, mental e emocional, e a falta de sono pode trazer consequências desagradáveis para o seu dia a dia, especialmente o cansaço para realizar outras tarefas, ainda mais se você ainda está trabalhando.

Dicas para dormir melhor

  • Depois das 18h, não beba nada com propriedades estimulantes. Isso inclui café e chás que contém cafeína;
  • Antes de se deitar, dê tempo ao seu corpo para ir relaxando: tome um banho, faça uma refeição leve e escute um pouco de música calma;
  • Faça exercícios periodicamente. Além de excelente para evitar o inchaço da retenção de líquido e fortalecer os músculos, o exercício ajuda a dispersar a insônia;
  • Procure praticar yoga, meditação ou pilates durante a gravidez, que tratarão de acalmar seus ânimos e te ajudar a lidar com problemas emocionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *