Gestantes podem se ver enfrentando um incômodo recorrente e bem característico: o desconforto ao urinar, acompanhado por uma dor bem específica. Esse desconforto é decorrente por conta da vontade de urinar constante gerada pela gestação, e é um sinal claro de infecção urinária. Você sabia que quando não tratada, essa condição pode prejudicar sua gravidez seriamente? Leia este artigo e se informe.

Infecção Urinária na Gravidez: O que é?

A uretra, que é o canal responsável pelo transporte da urina para fora do corpo, vez ou outra é invadida por bactérias, vírus ou fungos que infectam o canal urinário e provocam uma infecção que gera ardência ao urinar e dor nos rins.

Infecção Urinária na Gravidez
Infecção Urinária na Gravidez

Causas

Durante a gravidez, o canal da uretra se alarga e a pressão do útero pode provocar urina estagnada. Como a urina de gestantes tende a ser mais rica em nutrientes, essa urina estagnada é mais propensa à uma cultura de bactérias.

Complicações

Há duas complicações sérias causadas pela infecção urinária. A primeira é chamada pielonefrite, que se trata de uma infecção que atinge os rins. Esse é um caso grave de infecção e se não tratada a tempo pode levar à falência múltipla de órgãos. Ela é causada quando as bactérias que colonizaram o canal urinário ou a bexiga ascendem aos rins e os atacam.

A outra complicação é que a infecção urinária, quando não tratada, pode tornar a sua gestação em uma gravidez de risco e provocar morte do feto até três meses ou mesmo problemas de baixo peso ao nascer. Um pré-natal bem feito e a observação de fatores de risco podem impedir esse tipo de problema. Alguns dos fatores de risco são:

  • Possuir mais de três filhos;
  • Ter diabetes;
  • Ter histórico de infecções urinárias frequentes antes da gravidez.

Se a infecção não for tratada corretamente, o risco é que ela persista mesmo após o nascimento da criança e provoque lesões nos rins, trazendo seu mau funcionamento.

Sintomas

  • Frequente vontade de urinar;
  • Dificuldade em conter a urina;
  • Vontade de urinar mesmo sem a bexiga estar cheia;
  • Peso na região da bexiga;
  • Ardência ou até dor ao urinar;
  • Sangue na urina;
  • Dor no sexo.

Diagnóstico

O diagnóstico da infecção urinária é feito através de um exame simples de urina. O médico deve requisitar um exame tipo I e de urocultura no pré-natal ou em qualquer momento da gravidez em que considerar que há esse risco.

Tratamento

O tratamento é realizado com antibióticos, mesmo quando não se apresentam sintomas. A infecção pode estar apenas no início, e o quanto antes tratada, melhor. Após uma semana de tratamento com o remédio indicado, repete-se o exame de urina para ter certeza de que não há mais infecção.

Gestantes que tem manifestação constante de infecções urinárias podem ter que fazer tratamento profilático até o fim da gravidez, desde que indicado pelo obstetra. Para quem tem medo de que os antibióticos possam prejudicar o feto, saiba que o mercado contém diversas drogas seguras para combater esse tipo de infecção com eficácia sem atingir a criança.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

NO COMMENTS

Leave a Reply