Gripe na Gravidez: Cuidados, Remédios e Vacinas

Você descobriu sua gravidez há alguns meses e está curtindo a experiência, mas notou que tem tido resfriados com uma frequência bem mais alta que antes. Antes da gestação em curso, você dificilmente ficava doente e tem achado esses acontecimentos bem estranhos. Reconheceu a história? Pois ela é comum às gestantes. Para saber um pouco mais sobre o assunto e como se curar mais rapidamente, continue a ler.

Gripe na gravidez: Por que acontece?

O sistema imunológico do nosso corpo funciona assim: reconhecendo corpos estranhos, como bactérias por exemplo, e usando uma série de mecanismos para destruir esse corpo estranho e excretá-lo do corpo. Para que o corpo não rejeite o feto, já que ele tem tecidos e DNA diferentes, o sistema imune fica suprimido durante a gestação. Por essa razão, durante a gravidez, seu organismo fica vulnerável ao aparecimento de infecções, em especiais as respiratórias, como a gripe.

Gripe na Gravidez

Gripe na Gravidez

Como tratar gripe na gravidez?

Antes de qualquer coisa, é importante ir ao médico para verificar se não há mais de uma infecção ou se será necessário tomar algum antibiótico. Alguns desses remédios apresentam efeitos colaterais que prejudicam a gravidez e a formação fetal, então seu médico deverá estar a par da gestação. Mesmo com o uso recomendado dos medicamentos, o tratamento só terá total efeito se você mantiver os bons hábitos enquanto estiver em casa. Entre eles, estão:

  • Descansar o máximo possível. Durante o sono, seu organismo faz as reparações necessárias e o descanso ajuda o sistema imune a funcionar melhor;
  • Alimente-se bem. Mesmo que a doença cause falta de apetite ou você ainda tenha os enjoos característicos da gravidez, é importante consumir muitas frutas, legumes, carne magra e cereais integrais. Se for o caso, procure um suplemento alimentar;
  • Beba muito líquido. A água é essencial para o organismo, em especial quando está debilitado. Chás ajudam a diminuir o desconforto, mas fique longe da cafeína;
  • Gargareje água e sal. Um copo de água morna misturada com sal ajuda aliviar o inchaço das amídalas, além de proporcionar melhora da infecção;
  • Faça uma inalação. Na falta de um inalador, ferva um pouco de água e aproxime o nariz dela enquanto cobre a cabeça com uma toalha, para que o vapor não vá embora.

Quais remédios são seguros?

Estudos indicam a segurança do uso de paracetamol como analgésico e penicilinas como antibióticos, mas é importante seguir a recomendação de seu médico ao tomar remédios durante a gravidez. Ele saberá indicar o medicamento mais seguro e eficaz para você.

Além de remédios você pode tomar alguns chás naturais, como do chá de limão e gengibre, que ajuda a combater a gripe.

Chá para resfriado

Chá para resfriado

Para fazer o chá basta ferver por alguns minutos 1 pequeno pedaço de gengibre, acrescente 3 dentes de alhos, deixe ferver por alguns minutos e desligue o fogo. Corte um limão em rodela e junte ao seu chá, abafe o mesmo em um xícara e deixe assim até que o mesmo fique em uma temperatura morna. Uma dica e não ferver o limão para que seu chá não fique amargo.

O resfriado na gravidez afeta o bebê?

Por pior que você esteja se sentindo, saiba que o bebê está seguro em meio ao líquido amniótico. O cuidado que você deve tomar é em relação aos medicamentos que usará, pois eles também podem afetá-lo em alguns casos.

Vacinação

Vacinação na Gravidez

E muito importante que a gestante mantenha suas vacinas em dia, para zelar pela saúde dela e do bebê, as vacinas são distribuídas gratuitamente em postos de saúde de todo o brasil.

A vacinação contra gripe ocorre anualmente e é dedicada a parcelas da população que possam apresentar alguma fragilidade no sistema imunológico, como é o caso de crianças, gestantes, idosos e portadores de doenças crônicas. Para gestantes, é especialmente importante procurar o posto de saúde e receber sua dose.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *