Gravidez Psicológica: Sintomas, Causas e Tratamentos

Mais conhecida como pseudociese, a gravidez psicológica é um mal que afeta tanto seres humanos quanto animais, especialmente cadelas. Geralmente aparece em mulheres que desejam muito engravidar não podem, principalmente por conta de infertilidade. Esse é um assunto pouco falado em nossa sociedade e que pode ser um sinal bem claro da dor e sofrimento que essas mulheres estão passando. A gravidez psicológica não é apenas uma tristeza que se pode se superar, mas um problema que precisa ser tratado com medicação e terapia.

Gravidez Psicológica

Gravidez Psicológica

O que é?

A gravidez psicológica é uma manifestação física e mental de gravidez sem realmente haver uma, que ocorre por conta de uma vontade de engravidar muito intensa e que acaba estimulando as glândulas como a hipófise, o que faz com que existam sintomas bem característicos de uma gestação. Mesmo que o exame que detecta beta hCG – hormônio liberado pela placenta apenas durante a gravidez – dê negativo ou o ultrassom revelando um útero vazio, esse transtorno psicológico de difícil superação tem ficado cada vez mais comum e leva a portadora à desacreditar dos exames médicos.

Sintomas de Gravidez Psicológica

Os sintomas mais comuns são iguais aos iniciais de uma gravidez de verdade. Enjoos matinais, hormônios desregulados, escurecimento das auréolas e mamilos, aumento da fome, ausência de menstruação, cansaço, dor nos seios, produção de leite, ganho de peso e até distensão abdominal ou movimento fetal, mesmo que não exista realmente um feto se mexendo dentro do útero.

Gravidez Psicológica

Alguns dos sintomas são bem parecidos com os sintomas inicias da gravidez.

Causas

As causas são variadas. Problemas para conceber como ovários policísticos e endometriose costumam favorecer esses casos, mas o medo muito grande de engravidar também pode fazer o corpo reagir com uma gravidez psicológica.

Quem pode desenvolver

É mais comum que esse transtorno psicológico se instale em lares em que o casamento não vai muito bem, em caso de rivalidade com outras grávidas ou se houve aborto recente. Também é possível desenvolver uma gravidez psicológica quando se tem algum desequilíbrio emocional, baixa auto-estima, algum transtorno de personalidade ou depressão. Experiências amorosas mal sucedidas envolvendo abandono e separação também tornem esse tipo de transtorno mais comum.

Tratamentos

O tratamento é especialmente difícil, pois às vezes até os médicos ficam em dúvida sobre uma gravidez ser real ou psicológica. Porém, quando diagnosticado, ele pode ser feito com medicamentos hormonais para regularizar a menstruação e parar a produção de leite materno, se houver. É extremamente fundamental, também, o acompanhamento de um psicólogo e um psiquiatra – o primeiro pois serão necessárias sessões de psicoterapia para que se entenda porque surgiu esse transtorno e fazer a grávida superá-lo, e o segundo para receitar remédios específicos, que podem incluir antidepressivos e em alguns casos, anti-psicóticos.

Gravidez Psicológica

O acompanhamento de um psicólogo e importante nessa etapa para tratar do distúrbio, também e necessário seguir tratamento médico caso os sintomas sejam de um gravidez real, com dores, cólicas e tudo mais.

O apoio da família e amigos também se faz extremamente necessário, pois o tratamento pode demorar muitos meses e é importante reconstruir a auto-estima e auto-confiança de uma mulher que passa por esse tipo de situação. Deve-se agir de modo a fazê-la entender, a todo momento, que ela não precisa dar à luz para ser amada, e que há outros métodos de gerar filhos, como a inseminação artificial ou a adoção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *