Grávida Pode Comer Pimenta?

A gravidez pode ser uma experiência maravilhosa, mas antes mesmo de dar a luz é comum que surjam medos e dúvidas, especialmente se tratando da alimentação. Pode comer sushi? Comida apimentada? Canela provoca aborto? Essas dúvidas são comuns e é importante esclarecer quais comidas não são recomendadas para gestantes, já que podem causar alguma complicação. Para saber mais sobre o assunto, continue lendo.

Mitos e verdades

Existem diversos mitos sobre o que gestantes não devem comer, e ainda muitas informações erradas sobre o assunto. Médicos já deram seu parecer: não se recomenda restrição de nenhum alimento na gravidez, desde que seja de origem confiável, preparado corretamente e esteja nas melhores condições de higiene; e ainda não se apresente nenhuma reação alérgica. A chave para tudo é a orientação médica e a parcimônia.

Enfim grávida pode comer pimenta?

Grávida pode comer pimenta?

Grávida pode comer pimenta? Essa e a dúvida de milhares de gestantes, e a resposta e a mais simples possível confira abaixo:

A pimenta, por si só, não apresenta nenhuma propriedade que prejudique a gravidez. O problema dessa especiaria é que ela pode tornar o estômago mais ácido, intensificando incômodos como a azia e a queimação estomacal. Estudos nada provaram sobre a canela, mas esses três temperos possuem propriedades termogênicas que elevam a temperatura corporal e aceleram o batimento cardíaco.

Cafeína

Estudos ligam uma grande quantidade de consumo de cafeína por dia (mais de 300 Mg) com o aumento da possibilidade de aborto espontâneo ou de fazer com que o bebê nasça com baixo peso. Além disso, a cafeína age acelerando os batimentos cardíacos e atravessa a placenta, podendo prejudicar o bebê. Para manter a tranquilidade, evite bebidas cafeinadas como café, chás, chimarrão, refrigerantes, e alimentos que contém cafeína, como chocolate. Tome apenas até três xícaras de café por dia.

Ovos e leite

Eles não precisam ser retirados do seu cardápio, até porque são excelentes fontes de cálcio, proteína, minerais e vitaminas. A questão é não consumir nada que contenha ovos crus ou com gema mole e leite não pasteurizado e seus derivados. O cozimento e a técnica de pasteurização livram ambos os alimentos de bactérias que podem vir a causar Listeriose e Salmonela.

Carnes mal passadas

Se você come carnes, deve fugir de pratos preparados com carne crua ou mal passada, especialmente se você não tiver controle sobre a origem dela. A carne que não tenha sido bem preparada pode transmitir Salmonela, Listeriose e Toxoplasmose. Peixes de águas profundas devem ser evitados, pois podem conter altas taxas de mercúrio em sua carne. Mariscos e outros frutos do mar também entram nessa lista e devem passar por cozimento antes da alimentação.

Álcool

A gravidez é um ótimo momento para abandonar a bebida, visto que o consumo de álcool causa síndrome alcoólica fetal: ela causa distúrbios de comportamento, más formações no feto e diversos outros aspectos negativos.

Frutas, legumes e verduras

Se não forem bem lavados ou até mesmo preparados em uma tábua que cortou carne contaminada, os vegetais podem estar contaminados e transmitir Toxoplasmose.

Alimentos embutidos

Além da possibilidade de transmitirem Salmonela se não estiverem bem conservados, alimentos embutidos com salsichas, mortadela e linguiça são riquíssimos em sódio, que pode causar hipertensão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *