Dor de cabeça na gravidez

Se você já passou pela experiência da gestação sabe que ela pode trazer várias boas coisas: a sensação de realização, bem estar consigo, o amor pelo filho… Infelizmente, a gestação não é só flores. Um sintoma comum enfrentado por grávidas é a dor de cabeça na gravidez, que pode ser inofensiva ou até sintoma de uma pré-eclâmpsia. Nesse artigo, falaremos um pouco mais sobre o que causa, como tratar e que sintomas observar quando a cefaléia ataca.

Dor de cabeça na gravidez

Dor de cabeça na gravidez

Cabeça na gravidez e sua causa

Se você já é uma pessoa que tinha propensão para dores de cabeça, pode saber: elas continuarão na gravidez. O grande problema, nesse caso, é que é preciso reduzir drasticamente a medicação, então as dores parecem piores. As dores de cabeça podem ser bem frequentes por conta do desequilíbrio hormonal, já que o aumento de estrogênio faz com que haja congestionamento sanguíneo, aumentando a vasodilatação para o cérebro, o que aumenta a dor de cabeça. Elas também podem ser causadas pelas alterações metabólicas que o corpo sofre para nutrir o feto, já que podem haver quedas glicose, o que causa dor de cabeça.

Para quem já padece de enxaqueca, a dor de cabeça atinge outro nível. Entre os diferentes tipos de dor de cabeça, a enxaqueca produz uma dor de moderada à intensa, em um dos lados da cabeça e podem durar até 72h quando não tratadas. A dor costuma ser precedida por sintomas como alterações visuais, perda de sensibilidade e até dificuldades na fala.

Quais sintomas observar?

Dor de cabeça na gravidez

Fique atenda aos sintomas da dor.

No geral, as dores de cabeça são bastante inofensivas, apenas desconfortáveis. Nesse caso, você deve perguntar ao seu obstetra qual analgésico você poderá usar e que não causará nenhum problema para o feto. Você deve ir ao médico imediatamente se:

  • A dor for repentina e violenta, chegando a te acordar durante a noite
  • Se vem acompanhada de febre e/ou rigidez no pescoço
  • Se a visão fica distorcida e é difícil falar
  • Se a dor é acompanhada de congestão nasal, além de pressão por baixo dos olhos ou dor de dentes, podendo significar uma sinusite
  • Se os sintomas se repetem com frequência ou persistem mesmo com tratamento
  • Quando a dor vem acompanhada de náuseas e vômito
  • Caso exista inchaço nas mãos e rosto, dores na parte superior do abdômen, haja aumento repentino de peso e se vê manchas.

Como prevenir o desconforto?

Algumas posturas e hábitos simples podem levar a diminuição na frequência das dores de cabeça, ou torná-las mais suaves, diminuindo o desconforto.

  • Alimente-se várias vezes por dia com pequenas porções, inibindo a queda de glicemia. Evite comer doces, já que o açúcar é digerido rapidamente e causa desequilíbrio da glicemia no sangue.
  • Beba água com frequência, já que a desidratação causa dores de cabeça – pelo mesmo motivo pessoas de ressaca têm dor de cabeça.
  • Observe se alguma situação ou alimento pode provocar as dores. Sua cabeça lateja após ouvir música alta, comer comida apimentada ou ficar muito exposta à luz? Procure evitar essa situações dentro do possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *