Depressão na Gravidez: Sintomas, Causas e Tratamento

A depressão é uma doença séria, que afeta o estado mental e físico de seus portadores, e pode tornar ainda mais difícil a já delicada tarefa de levar uma gestação. Para quem já realiza tratamento medicamentoso, a tendência é parar de tomar o remédio sem consultar o médico, pelo medo de prejudicar o feto, e se ver enfrentando episódios depressivos que fazem cair a qualidade de vida vertiginosamente. Quer saber mais sobre o assunto? Continue a ler.

O que é a depressão?

Ela está incluída entre os transtornos mentais ou transtornos emocionais, e trata-se de uma doença séria que vem afetando cada vez mais pessoas no mundo. Além de afetar os estados mental e emocional, a doença também tem uma série de sintomas físicos que dificultam a vida dos pacientes consideravelmente. Se a depressão não existia antes da gestação, ela pode vir a dar as caras durante esse momento.

Estudos acreditam que há relação entre episódios depressivos durante a gravidez e a depressão pós parto, embora isso não queira dizer que uma leva à outra necessariamente.

Depressão na Gravidez

Depressão na Gravidez

Causas

As causas da depressão, antes ou durante a gravidez, ainda não são muito claras. O que muitos estudos confirmam até agora é que a depressão pode ser causada por um conjunto de fatores: biológico, social, cultural, etc. Alguns fatores que podem contribuir para o aparecimento da depressão são episódios de violência doméstica, problemas com a gravidez e ainda histórico familiar de depressão.

Sintomas

Os sintomas da depressão são diferentes das típicas variações de humor causadas pela gestação, já que têm duração mais longa e podem vir a afetar seriamente sua vida, a depressão na gravidez apresenta os mesmos sintomas que em qualquer pessoa:

  • Dificuldade de manter a concentração;
  • Irritabilidade;
  • Ansiedade;
  • Distúrbios de sono (insônia ou hipersonia);
  • Fadiga física e mental;
  • Distúrbios de apetite (excesso ou falta dele);
  • Anedonia (sensação caracterizada pela falta de prazer em realizar coisas que antes te faziam bem ou deixavam feliz);
  • Ansiedade;
  • Sentimentos de culpa e medo;
  • Desesperança;
  • Desinteresse pela própria gravidez;

Tratamento

O diagnóstico é feito, em geral, por psiquiatras ou psicólogos. O tratamento para a depressão tende a ser específico para cada paciente, dependendo da intensidade dos sintomas e alguma comorbidade apresentada. Costumam ser usados medicamentos antidepressivos em conjunto com psicoterapia, que é o que mostra melhores efeitos.

Para com o tratamento farmacológico se ele estiver sendo realizado poderá gerar recaídas, e embora grande parte das gestantes tenham medo de má formação fetal causada pelos medicamentos, a possibilidade de isso acontecer figura entre 2 e 4% e na maioria dos casos, tem causa desconhecida.

Estigma

Existe um estigma muito grande sobre as doenças que afetam o estado mental e emocional das pessoas, como é o caso da depressão. Especialmente para quem está passando por uma gravidez, mascarar a tristeza e os sentimentos negativos pode parecer algo natural, pois a gravidez deveria ser considerada uma dádiva. É importante não se deixar abater por esse tipo de crença e reconhecer quando você está com problemas em lidar com isso, procurando ajuda de um psiquiatra e/ou terapeuta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *