Saber com precisão como funciona o calendário de vacinação garante que milhares de famílias do Brasil recebam gratuitamente, através do SUS, as doses de imunização que combatem a contaminação e transmissão de diversas doenças sérias e fatais; cuja taxa de mortalidade só tem diminuído ao longo dos anos por conta das campanhas de vacinação.

Calendário de vacinação
CLIQUE NA IMAGEM par ampliar o calendário de vacinação.

Vacina x Idade x Doses

  • BCG – Apenas uma dose única, dada ao nascer, é necessária.
  • Hepatite B – A quantidade de doses depende da situação das vacinas anteriores. A princípio, deve-se ministrar uma dose ao nascer, de 10 a 19 anos, 20 aos 59, 60 em diante e no caso de gestantes, devem ser tomadas três doses dependendo do caso.
  • Penta – A primeira dose deve ser tomada nos dois primeiros meses de vida. A segunda, aos quatro, e a terceira, aos seis meses. Com um ano e três meses, deve ser tomada a primeira dose de reforço e com quatro anos, a segunda.
  • VIP/VOP – A primeira dose é tomada aos dois meses, a segunda aos quatro e a terceira, aos seis meses de vida. O reforço é administrado com um ano e três meses e aos quatro anos.
  • Pneumocócica – Deve ser tomada, também, aos dois, quatro e seis meses de vida. Com um ano é tomado o reforço.
  • Rotavírus – Duas únicas doses são necessárias aos dois e quatro meses de vida.
  • Meninogocócica – Dividida em três doses, a primeira é administrada aos três meses de vida, a segunda, aos cinco meses, e o reforço ao completar quinze meses.
  • Febre Amarela – A primeira dose, chamada inicial, deve ser administrada aos nove meses de idade. Depois, deve ser tomada a cada dez anos a partir dos 10 anos.
  • Hepatite A – É tomada apenas uma dose ao se completar um ano de vida.
  • Tríplice Viral – A primeira dose é dada no primeiro ano de vida. Depois, dos dez aos dezenove anos é necessário tomar mais duas doses. Depois dos vinte, até os quarenta e nove anos, mais uma dose é necessária.
  • Tetra Viral – Apenas uma dose é administrada aos quinze meses de idade.
  • HPV – É administrada por três doses, entre de onze a treze anos.
  • Dupla adulto – Reforçada a cada dez anos, deve começar a ser tomada a partir dos dez anos de idade e no caso de gestantes, são três doses.
  • dTpa – Apenas gestantes devem tomar uma dose dessa vacina, a partir da vigésima sétima semana de gestação.

Confira também as vacinas na gravidez que toda gestante deve tomar.

Vacinômetro

O Portal de Saúde do governo oferece uma função interessante para quem deseja visualizar a taxa de vacinação contra a Influenza Pandêmica, o H1N1, desde 2010 pesquisando por estados. O gráfico é uma animação ilustrada pelo Zé Gotinha, mascote da vacinação no Brasil, e mostra as taxas de vacinação entre trabalhadores de saúde, indígenas, gestantes, portadores de doenças crônicas, crianças de diferentes idades, adultos e o número total.

Vacinas antes da gravidez

O planejamento da gravidez é importante exatamente pela administração de vacinas. As vacinas mais importantes são contra rubéola, três meses antes da gravidez, catapora, hepatite B e até mesmo um reforço da antitetânica.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

NO COMMENTS

Leave a Reply